quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Balancete 2013



Adeus ano velho, feliz ano novo, hora de contabilizar as perdas e somar os lucros.

Perdas


  • Passei por mais de cinco processos seletivos esse ano no trabalho em busca de uma promoção. Não consegui absolutamente nenhuma vaga. Minha auto-estima variou de "na lua" até "à bactéria da minha unha encravada do pé".
  • Minha irritabilidade e impulsividade me renderam alguns quiproquós no trabalho e com colegas de trabalho. Desde e-mails enlouquecidos até discussões de cunho sentimental com amigas.
  • A equação trabalhar feito uma doida + ausência de reconhecimento é uma receita fatal para TDAHs e pra mim não foi diferente. TDAHs precisam de reforço positivo e sem ele a gente murcha feito uma plantinha no verão.
  • O gás escapou todo do balãozinho da pós-graduação. Terminei as aulas sem entregar dois trabalhos e atrasada com a monografia.
  • Nunca andei tão sumida das minhas relações sociais e familiares. Meu pai reclama que não apareço, minha mãe reclama que resolve tudo sozinha, meu irmão, bem, começamos o ano de mal e meus amigos imploram pra poder tomar uma cerveja comigo! Isolacionismo a mil e a desculpa é que "tem muito trabalho, tem que estudar". Ou seja, minhas pendências em outras áreas estão afetando minha vida social.
  • Faz um ano que eu me mudei e ainda não fiz nenhuma obra que eu queria fazer, mal mobiliei a casa, ainda tem um maldito ralo entupido na cozinha e ainda passei por uma infestação de pulgas!
Ganhos

  • É clichê, mas as perdas nos fazem ficar mais fortes. E me fizeram tomar certas decisões que eu vinha adiando. Estou mais focada na minha carreira acadêmica, decidi estudar pra concursos e me dedicar ao que eu amo de verdade: escrever.
  • Tenho sentido mais facilidade em identificar os momentos em que meus sentimentos estão mais incontroláveis, o que me permite ter um pouquinho mais de paciência com as situações que me irritam ou me frustram.
  • Aprendi a me auto-estimular. Não desse jeito que você tá pensando, seu pervertido! Sei do meu potencial e me convenci de que estou sendo perseguida no trabalho por conta das tdahzices que fiz no passado. Como eu fico tristinha muito fácil, decidi que não vou me lamentar e simplismente vou agir! Vou trocar de emprego e mandar todo mundo pro caralho! Vou usar as roupas que eu quiser, as tatuagens que eu quiser, o cabelo que eu quiser e falar o que eu quiser. Percebi que estava me anulando por uma chance de promoção que nunca viria. E isso me deixava triste também.
  • Ainda nessa vibe, decidi que não vou focar mais tanto em trabalho e mais em estudos esse ano. Mas sem deixar de lado meus amigos e minha família, que são quem alimentam meu coração e a minha alma!
  • Comprei uma máquina de lavar nova que cabe no meu banheiro e não me dá mais tanto trabalho pra lavar roupa, uma geladeira frost free, sofás, colchão, cortinas e móveis novos e mandei dedetizar o apartamento. Marquei com a desentupidora e já estou pensando de que cor vou pintar a sala *____*
  • Passei a medir quanto tempo eu consigo escrever concentrada e me esforcei para ir aumentando esse tempo e adiar os períodos de distração. Quando me sinto cansada, paro um pouquinho, vejo TV, como alguma coisa, leio um livro legal. Aí volto pro computador pra escrever. Nesse esquema, consegui aumentar meu período de concentração de 47 minutos para incríveis quase três horas (sem ritalina)! E assim, consegui terminar os trabalhos da pós-graduação que estava devendo e escrever 20% da monografia! #hiperfocowins
  • Passei a estabelecer metas e prazos e isso também me ajudou muito a controlar meu trabalho e a minha produtividade.
Acho que no fim das contas, não importa se a gente teve mais perdas e ganhos, mas como a gente lidou com isso. 

Tô tentando lidar da melhor forma possível, me permitindo sofrer pelas perdas mas não por muito tempo! Não quero camuflar meus sentimentos, mas também não quero ficar me lamentando enquanto o tempo passa e eu não faço nada pra ser mais feliz!

Afinal, é a gente que vai fazer 2014 dar certo! :)

Preciso dizer que o companheirismo de vocês me ajuda muito a me manter motivada, e a gratidão que esse blog tem  me trazido é fenomenal!

Saber que posso fazer parte da vida de vocês de uma forma positiva e dinâmica e ter esse retorno de vocês é o que me mantem escrevendo!

Espero que a gente continue juntos nessa!

Feliz 2014, avoadinhos! :D

Talvez você goste de...

Tags

ABDA (4) academia (2) acordar (1) adolescência (1) agressividade (2) álcool (1) alimentação (1) android (1) anjo da guarda (1) ano novo (1) ansiedade (5) antidepressivos (2) apertar dentes (1) aplicativos (2) arte (2) asperger (1) astrid (2) atrasos (1) autismo (1) autoboicote (1) autoconhecimento (1) autosabotagem (1) banho (1) bau (2) bebida (2) benfeitoria (1) benjamin franklin (1) bispo do rosário (1) blog (3) bruxismo (1) bula (1) bullet journal (1) bulletjournal (1) casa (1) causos (1) celular (2) cérebro (4) ciclotimia (1) cocaína (1) colônia Juliano Moreira (1) como eu me sinto quando (1) contato (1) cotidiano (22) cozinha (2) crianças (1) crianças cristal (1) crianças índigo (1) crise (1) dança (2) daniel radcliff (1) dda (1) dentes (1) depressão (3) desatento (3) dgt td (1) dica (1) direito (1) disforia (1) dispraxia (1) distmia (2) distração (3) divagar (1) divaldo franco (1) dívidas (1) dor (1) dorgas (1) drogas (1) efeitos colaterais (3) eleições 2014 (1) escola (1) espiritismo (4) esquecimento (5) estimulantes (1) estrutura externa (3) estudos (2) evernote (1) Exercício (1) exercícios (3) facebook (1) faculdade (1) festa duro (1) foco (1) forbes (1) fórum (1) gardenal (1) gerenciamento de tempo (4) gestor de tarefas (2) google (1) grupo de ajuda (1) gtasks (1) hallowell (2) Hariel (1) harry potter (1) hiperatividade (2) hiperativo (3) hiperfoco (1) Hospício Pedro II (1) impulsividade (1) infância (1) insensata (1) insônia (3) ioga (2) Joanna de Ângelis (1) jogos (1) kátia cega (1) leitura (1) link (2) listas (3) literatura (1) livro (9) loucura (1) lumosity (3) maconha (1) Maksoud (2) mandíbula (1) mau-humor (1) medicação (11) meditação (3) meme (6) memes (1) memória (1) metilfenidato (1) métodos (5) mitos (9) mostra (1) não está sendo fácil (1) neurofeedback (1) notícia (1) o ciclo da auto-sabotagem (1) organização (6) party hard (1) paulo mattos (2) pesquisa (1) Pinel (1) poesia (1) posts (1) Produtividade (1) psicologia (1) ranger dentes (1) reiki (1) relações sociais (2) relato (1) religião (3) resenha (2) rio de janeiro (1) ritalina (7) ritalina com bobagem (1) rivotril (1) rotina (2) russel barkley (1) São Paulo (2) saúde (2) Seminário (2) site (1) sono (2) stanford (1) tarefas (2) tasks. listas (1) tda (1) tdah (18) tdah adulto (7) tdah infantil (3) tendência (1) teorias (1) teste (2) trabalho (5) tv (1) viagem (1) viagra (1) vício (1) vida financeira (1) Vídeo (5) vídeos (1) vugnon (1) yoga (2)